O tamanho certo das coisas!

terça-feira, janeiro 06, 2015

Olá bom dia, como estão? Há já algum tempo que ando para fazer este post, um post em que quero denunciar um dos erros fundamentais, que os portugueses fazem tão frequentemente em decoração, escolher mal o tamanho das coisas que compram para casa!!! Ora já aqui falámos que toooooodos os portugueses são um pouco acionistas dos Caminhos de Ferro de Portugal, é que é tudo a comprar sofás do tamanho de comboios. À grande e à francesa! No outro dia entrei num apartamento, cuja sala meus amigos não era grande, mas o sofá??!!!! O sofá sim, ocupava mais de metade da sala e sobrava apenas um cantinho para a televisão, tá legal (felizmente não conheço a pessoa, nem sequer é minha cliente)! Mas para solucionar a compra do sofá exagerado, pimba, vai um tapete "canito", só para a mesa de centro não se sentir sozinha, estão a ver? Um sofá tipo automotora, com vários vagões e depois um tapete que mais parece uma toalha de praia!!!
Para acabarmos de vez com este mal estar, aqui vai um esquema, bastante elucidativo, com cores bonitas e legendas cómico-uteis, para fazerem as escolhas acertadas para a sala, sim?
 

 
À grande, os portugueses gostam de comprar, o sofá, a televisão e a cama!!! E depois todo o resto vai descendo de escala, os tapetes, os móveis, os candeeiros de mesa, os quadros. É tão frequente ver quartos bonitos, que precisam de uns candeeiros de mesa mais imponentes, ou de uma cabeceira de cama mais expressiva. E é mais frequente ainda, ver molduras penduradas na parede tão pequeninas e penduradas tão junto ao teto, que é preciso ganhar um torcicolo no pescoço, para conseguir perceber o que por lá se passa. Pois devíamos fazer tudo isto ao contrário, porque está tudo mal! O tapete DEVE ser maior que o sofá, a cama não pode ocupar toda área do quarto e obrigar-nos a tocar com o nariz na parede, sempre que saímos dela. A ver se nos entendemos, pá!
Beijinhos grandes do tamanho de tapetes, não de sofás!
Até amanhã. 

You Might Also Like

4 comentários

  1. Irrah! que este pessoal não aprende!!! Amei! valha-nos estas decoradoras que nos puxão as orelhas para acordarmos!!!! de facto esse erro é muito comum, em diversas casa será que é so ignorancia no sentido estético? um grande bj

    ResponderEliminar
  2. Olá antes de mais um Bom Ano!! Hummm, eu cá não sei se é falta de sentido estético. Eu optei mais ou menos pela solução 2 porque é muito mais fácil arrastar o sofá (que tem módulos) de um lado para o outro para poder limpar o chão.... eu sei, isto é muito básico mas o que é que querem uma pessoa tem que ser prática! E por mim nem tapete tinha, mas o chão é de pedra e frio como tudo. :) :)

    ResponderEliminar
  3. Colocando o sentido estético à parte: e para lavar essas carpetes de 4 metros?! Deus me livre!!! E para arrastar sofás e mesa para aspirar! Deus me livre! Por vezes a parte prática (ou ser-se pobre e não ter empregada é uma seca :D) tem de sobrepor-se à parte estética! Não gosto da 1ª solução, mas a última também nunca seria solução lá para casa, por baixo de "móveis", só mesmo a tijoleira lol

    ResponderEliminar
  4. A teoria é excelente mas também me faz confusão a limpeza do tapete gigante...quanto aos sofás por vezes temos que escolher entre conforto e estética.no meu caso optei pelo conforto e mesmo achando grande demais para a minha sala não me arrependo.

    ResponderEliminar